sexta-feira, 4 de julho de 2014

Inverno Damyller 2014



Agora que o inverno está, de fato, chegando, vamos falar sobre isso. Escolhi uma das marcas que mais gosto para exemplificar, uma das possibilidades, de como será se vestir durante as temperaturas mais baixas; a Damyller.
Nessa temporada, a marca apostou no clima cosmopolita e urbano. A grife catarinense de jeanswear, que lançou sua coleção de inverno quatro meses atrás, fez releituras de peças clássicas com um toque moderno. Vale um olhar mais demorado para as peças masculinas, com lavagens diferenciadas e variações do denim, misturando texturas, além da camisa jeans, peça-chave de todo guarda-roupas masculino.

Para a campanha, o trio de modelos Shirley Mallmann, Carol Ribeiro e Rafael Lazzini posaram para as lentes do fotógrafo Jacques Dequeker.

Antes de vocês continuarem vendo as fotos e acharem algumas peças muito conceituais, a marca explica:

"Em nossas campanhas, estamos sempre na busca pelo desafio de recriar as tendências com foco no jeans, que é nossa maior paixão! Nestas coleções, as peças conceituais são muito mais ricas em detalhes e efeitos, o que dificultaria o uso no dia-a-dia. Por isso criamos as peças comerciais: aquelas que você vai encontrar em nossas lojas, feitas em tecidos mais confortáveis, shapes que se adaptam a diversas silhuetas e que são perfeitas para qualquer ocasião!"
Agora sim, enjoy!












terça-feira, 24 de junho de 2014

Semana de Moda Masculina / Milão / Verão 2015: John Richmond

É o segundo John que me conquista de cara nessa semana de moda de Milão. John Richmond levou para a passarela modelos vestindo jaquetas college, peças teladas, moletons, camisetas estampadas com números e calças mais justas, parecidas com as do John Varvatos, sequinhas. Os looks mais formais também tiveram espaço, no verão com um toque inglês: padrão xadrez e cortes retos. Nada de tão novo, mas tudo muito amável. Up para os detalhes com pecinhas de metal que dão efeitos de vazado em algumas peças [as da última foto]. Item que amei: sneakers!







segunda-feira, 23 de junho de 2014

Semana de Moda Masculina / Milão / Verão 2015: John Varvatos

Nossa Senhora! Faz tempo que não escrevo sobre semanas de moda. A culpa seria minha ou desses estilistas que não inventam nada novo? Ou talvez a culpa seja das estrelas, enfim. Chego aqui pra escrever sobre a Semana de Moda Masculina de Milão - Verão 2015. Totalmente por acaso fui ver a quantas andava esse "fexion uorld", nem sabia que a fashion week já estava rolando, dei sorte que ainda tá no comecinho (começou dia 21). No primeiro dia desfilaram Ermenegildo Zegna, Costume National Homme, Dolce & Gabbana, Andrea Pompilio, John Varvatos, Neil Barrett, Versace e Philipp Plein. Fiz questão de citar todas as grifes pra vocês terem noção de que em um dia de desfiles com grandes nomes como D&G e Versace no line-up, o que chamou minha atenção foi John Varvatos, não que este não seja um grande nome.



Eu estava é sentindo falta de escrever sobre algo que gostei de ver e John Varvatos me presenteou com essa coleção que poderia usar pro resto da vida! Não lembro a última vez que me vi nessa situação. Lógico que muitas dessas peças eu não precisaria, mas com certeza a maioria, rs. Uma nova forma de se vestir durante o dia é o que ele propõe através de novas lavagens, tecidos altamente texturizados, ternos e smokings dramaticamente [re]imaginados e calças sequinhas. Tudo isso acompanhado de um lenço esquecido por debaixo dos coletes, um charme. 


Ficou evidente a atenção do estilista aos detalhes, mas o aspecto mais notável da coleção foi a sua insistência em tentar reinventar o corte de uma jaqueta que acho que já existe. As lapelas foram decepadas, um pouco mais de comprimento foi adicionado e os bolsos foram colocados em costuras. Toque de um mestre que construiu uma clientela grande o suficiente para provar que ele está fazendo algo certo. 



FOTOS: FFW

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Sobre saltos mais grossos e saltos mais grossos com meias.


As passarelas de primavera foram dedicadas à plataforma, certo? Pelo menos lá nos states. Aqui fica o alerta de tendência-possível. Acho que pega e sei que, como as brasileiras não são brincadeira, devem estar todas doidas pra tentar - a sandália de salto mais rústico -e quem sabe a sandália de salto mais rústico com meias. Diane Kruger, Fearne Cotton e Mary-Kate Olsen amam tanto a novidade que já passaram as sandálias da wishlist pra sacola de compras. 

O detalhe das tiras dá a estas sandálias um apelo mais sexy, enquanto a plataforma grossa é ao mesmo tempo elegante feat. funcional. Além disso, elas são definitivamente mais favoráveis do que os saltos agulha, pra você que esquece, ou não, que ta em cima de um e fica tropeçando até cair.

Se você ta afim de testar a tendência, se liga nas dicas pra combinar os fabulosos chunkys: se o caso for um look noturno, mantenha as pernas e as sandálias extraordinárias a vista, faça isso com uma saia.

De acordo com a tendência pastel do verão, este cardigan bi-color combinando com essa saia é a certeza de que você vai impressionar em uma festa. E se você vocês DAQUELAS ozadas, joga uma meia e vai!



Sabemos que existem algumas regras na moda que sempre nos acompanham: uma delas é que meias e sandálias são o erro. No entanto, já vi algumas celebs respeitosas quebrando essa regra e temos que admitir, parece que fica muito bom!

Fearne Cotton e Victoria Beckham são apenas algumas das muitas it girls que já testaram a poposta. Se você é um seguidor de moda que concorda este olhar será enorme neste verão , pegue um par de meias com babados bonito da River Island .


FOTO: ACHADOS DA BIA



sábado, 10 de maio de 2014

#cinema: 9° CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO


Vocês devem ter notado que conteúdo aqui ta variando bem entre cinema e moda, né? Pois, já havia pensado nisso desde que comecei a cursar Cinema e Audiovisual, na UESB, porém estava mais preocupado em cumprir as matérias e me dedicar total ao curso, mas meio que inconscientemente as coisas começaram a aparecer por aqui. Pretendo escrever mais sobre e contar mesmo como que funciona o curso, vai funcionar como um diário universitário. E já começando, vos escrevo para informar sobre minha primeira viagem dentro do curso, a CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO, que acontece de 28 de maio a 2 de junho. Segue abaixo um release que pode ser encontrado no site da mostra:

CINEOP – MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

O evento que trata cinema como patrimônio
O evento da preservação, memória, história e educação

Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação e o cinema como patrimônio, a CineOP - Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 9ª edição, de 28 de maio a 02 de junho de 2014, reafirmando o propósito de ser um instrumento de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação.
Idealizada pela Universo Produção, a CineOP ocupa lugar de destaque no cenário nacional de festivais e mostras de cinema e tornou-se referência no segmento audiovisual por apresentar uma proposta inédita e emergente que une cinema, educação, história e preservação. Recebeu, em 2011, o Prêmio de Preservação da Academia Brasileira de Cinema.
Desde a primeira edição foi acolhida por instituições, parceiros, arquivos, técnicos, acadêmicos e profissionais da educação e do audiovisual foi eleita fórum privilegiado de discussões, reflexões e encaminhamento de ações do setor da preservação audiovisual e da educação, reunindo profissionais, acadêmicos e especialistas em suas edições, para que juntos, colaborarem na construção do Plano Nacional de Preservação Audiovisual – ação estratégica no desenvolvimento de uma nação.
A preservação do cinema e do audiovisual, a iminência de perda de obras significativas do cinema brasileiro, a evolução das técnicas de restauração, o impacto da era digital, o intercâmbio, as diretrizes e estratégias de ação, o conhecimento e troca de experiências dão a tônica às discussões da CineOP, que promove e sedia, em suas edições anuais o Encontro Nacional de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros que reúne profissionais de vários Estados do País. E há seis edições realiza oEncontro da Educação: VI Fórum da Rede Kino (Rede Latino-Americana de Educação, Cinema e Audiovisual) onde é colocado em pauta o cinema como instrumento para a educação.
A CineOP transforma Ouro Preto em palco da sétima arte – passado e presente em harmonia provocam reflexões maduras para a construção de uma cultura audiovisual democrática. Desde a sua primeira edição foi acolhida por instituições, parceiros, arquivos e profissionais do audiovisual que a elegeram fórum de reflexões e encaminhamento de ações do setor da preservação audiovisual e da educação, reunindo profissionais, acadêmicos e especialistas para construir Plano Nacional de Preservação Audiovisual – ação estratégica no desenvolvimento de uma nação.
Planeja e estrutura sua programação em três temáticas de atuação complementares: preservação, história e educação. Une o cinema e a educação através da realização das sessões Cine-Escola com a presença de estudantes e educadores da rede pública de ensino de Ouro Preto e região e com a participação de profissionais da educação e do audiovisual
O evento é realizado em três espaços de Ouro Preto – o Centro de Artes e Convenções, instalação da sede do evento e do Cine-Teatro (500 lugares), Galeria de Arte( exposição alusiva ao tema do evento), Salas Administrativas, auditórios – Seminário, Encontro de Arquivos e Fórum Rede Kino, Salão Mariana - instalação do Galpão Cine Bar Show - espaço para as manifestações artísticas e culturais. O Cine Vila Rica – platéia de 700 lugares e a Praça Tiradentes – é a praça principal de Ouro Preto em que é instalado o Cine-Praça( 1000 lugares).
9ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto apresenta-se como importante foco irradiador da cultura com a oferta de uma programação abrangente e gratuita que centra o foco na  preservação, na história, na educação e valorização da atividade cinematográfica  e em favor do fortalecimento da nossa identidade. 
Sejam bem-vindos!
O mundo está conectado.
E você está convidado a ter uma temporada cinematográfica contemporânea e histórica em filmes e atitudes.

Raquel Hallak d’Angelo
Quintino Vargas Neto
Fernanda Hallak d’Angelo

Diretores da Universo Produção e
Coordenadores da CineOP

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Glauber Rocha será homenageado no IV FECIBA


O retorno da Mostra Homenagem é uma das novidades do IV Festival de Cinema Baiano – IV FECIBA, que acontecerá entre 1º e 7 de junho de 2014, no Cine Santa Clara, em Ilhéus, Bahia. Este ano, o tema do FECIBA é “A revolução vem do interior”.
De acordo com Edson Bastos, produtor executivo e curador dos filmes de longa-metragem e mostras especiais, “Penso que é um tema provocador, que nos leva ao debate, que permite nos aprofundarmos para dentro de nós, das nossas raízes, da nossa história, da nossa memória, como o FECIBA deve ser”.
Para Cristiane Santana, coordenadora geral, o legado do cineasta Glauber Rocha, grande homenageado desta quarta edição, sustenta ambos os sentidos mais evidentes de “interior”: tanto o geográfico, com relação ao interior do estado/país, tanto o íntimo do indivíduo.
Os filmes que serão exibidos na Mostra Homenagem do IV FECIBA serão “Terra em Transe” (1967), e “O Dragão da maldade contra o Santo Guerreiro” (1969), ambos de Glauber Rocha e ganhadores do Prêmio da Crítica do Festival de Cannes e do Prêmio Luis Buñuel na Espanha. 
O pôster do Festival também tem relação ao trabalho de Glauber: a imagem foi reproduzida tendo como referência a clássica cena do filme “Terra em Transe”. A execução da imagem foi realizada por Henrique Filho (direção e câmera), Victor Aziz (ator) e Kaula Cordier (confecção do pôster e de toda a programação visual).
A homenagem se estenderá à mãe do cineasta, Dona Lúcia Rocha. Falecida em 3 de janeiro de 2014, aos 94 anos, Dona Lúcia sempre lutou pela memória da obra de Glauber e pela conservação do acervo de filmes e imagens do filho.
A Mostra Homenagem e o tema do IV FECIBA propõem ao público a reflexão e o debate de fenômenos sociais que fazem aniversário em 2014: os 50 anos do Golpe Militar e os 30 anos das Diretas Já, bem como as manifestações de rua que aconteceram por todo o Brasil, no ano passado.
Além da Mostra Homenagem, cuja primeira edição ocorreu no II FECIBA, em exaltação à obra de Jorge Amado, haverá ainda as tradicionais Mostras: Atualidades, Retrospectivas, Bahia Afora, Bahia Adentro, Sexualidades, Infanto-juvenil, e Competitiva de Curtas. Esta última conta com 14 curtas que serão submetidos a voto popular e a avaliação do júri técnico.
O IV Festival de Cinema Baiano conta com o apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) por meio do edital Setorial de Audiovisual vinculado ao Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e realização do NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e da Voo Audiovisual.

#coffe: Kalila Café

Gente, to ficando de cara com o tanto de opções de Cafés que existem em Ilhéus agora. A gente sabe que ainda são poucos, mas pelo menos agora dá pra ficar na dúvida em qual ir, né?  A dica desse post é o Kalila Café. Um espaço relativamente novo (já fui umas 5 vezes), da última vez com alguns amigos, resolvi refazer umas fotos de lá, que havia feito numa visita anterior. O lugar, que também é uma doceria e casa de chás, é todo inspirado em delicatessens retrôs, com papel de parede decorado, bem coisinha ve vó, uma meiguice que só! Lá os clientes podem experimentar torinhas doces e salgadas, cupcakes trabalhados na gostosura, além de bolos caseiros que a própria Kalila faz; recomendo, de olhos fechados, o de apim e tapioca :) Ah! Uma coisa que achei super bacana é que lá não existe xícaras iguais, são todas diferentes umas das outras.

O endereço é: Rua General Câmara, 76 - Centro (Próximo ao Restautante Mandarim e ao Fisk).











*Fotos do celular de Paulinha.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...